Quer ter tudo sobre o entretenimento televisivo em suas mãos? Esse blog é um dos melhores lugares

2 de mai de 2014

CineBreak Especial : "Divergente" aposta em ação e química entre protagonistas


Assim como Tris estava com uma certa ansiedade na hora de escolher sua facção, fãs de "Divergente" estavam roendo as unhas para assistir ao filme, que chegou dia 17 de abril aos cinemas brasileiros (e ainda está em cartaz), e que o Purebreak já conferiu em primeira mão. Adaptado da série de livros de Veronica Roth, a produção promete agradar não só quem já é intimo da história, mas também aqueles que estão em busca de um bom entretenimento.
A trama retrata uma Chicago do futuro que, após uma grande guerra, é dividida em cinco facções:Abnegação, composta por altruístas; Audácia, cujos integrantes são corajosos; Amizade, que abriga as pessoas que acreditam na gentileza; Franqueza, onde moram os honestos; e Erudição, formada pelos intelectuais.
Ao completar 16 anos, jovens têm que decidir para qual dos grupos dedicarão os restos de suas vidas - e chega a hora da protagonista Beatrice Prior (Shailene Woodley) escolher. Acontece que ela descobre ser um tipo outro, raro, inclassificável e portanto perigoso: ela é uma Divergente. Em resumo, são pessoas cujas personalidades se encaixam em mais de uma facção, o que no futuro totalitarista do filme é visto como uma ameaça.

Meiga e com um jeito meio "hiponga" na vida real, Shailene corria o risco de não convencer como Tris, dona de uma agressividade natural. Sob a direção de Neil Burger, ela, no entanto, consegue dar conta da complexidade da personagem, principalmente em momentos de tensão, como nos cenários do medo e no teste das facas.
O inglês Theo James, por sua vez, não precisou trabalhar muito, pelo menos por enquanto. Como, no primeiro livro, Quatro é mais sério e caladão, o ator não mostrou muita coisa além de seu rosto e corpo bonitos. Mas a química entre ele e Shailene já deu provas de que nos próximos filmes, quando o romance entre os dois é mais latente, vai emocionar os fãs.
Kate Winslet, na pele da vilã Jeanine, mostra o talento natural de sempre. Diferente do que é contado no livro, a líder da Erudição ganha mais espaço aqui, principalmente para explicar mais para o espectador que não conhece a história como funciona o sistema de "Divergente"

As atuações dos protagonistas poderiam ter sido melhor aproveitadas se todas as passagens tensas do livro fossem retratadas na telona.Os fãs que estão esperando ver os momentos mais tensos podem sair da sala de cinema um pouco decepcionados. Apesar de ter muitos momentos de ação, correria e tiroteio, a versão cinematográfica pega mais leve nas passagens violentas.


Mesmo assim, "Divergente" diverte com as boas cenas de ação, combate e no romance entre os protagonistas. Assim, o filme conseguiu cumprir os dois maiores desafios que tinha pela frente: incluir o máximo de história possível no roteiro, para agradar os fãs do livro, e explicar as mínimas bases da história, para aqueles que ainda não conhecem a obra de Veronica Roth.

O filme está em cartaz em 293 cinemas do Brasil.

(Fonte desta informação : AdoroCinema)


Fonte e opnião : PureBreak


Adaptação de imagens : Meu Mundo TV

.


Nenhum comentário:

Postar um comentário