Quer ter tudo sobre o entretenimento televisivo em suas mãos? Esse blog é um dos melhores lugares

6 de mai de 2014

“Pecado Mortal” é uma boa opção diante do marasmo de “Em Família”


Para o marasmo da novela das nove da Globo, não falta opção, em outros canais. Como “Pecado Mortal”, na Record, concorrente de “Em Família” no horário. A trama de Carlos Lombardi continua sendo uma boa pedida. A novela começou bem, elogiada pela crítica especializada. Mas a audiência, abaixo das fracas tramas antecessoras (“Balacobaco” e “Dona Xepa”), fez a Record trocar o horário de seu folhetim, das 22h30 para as 21h10, batendo de frente com a principal novela da Globo. Uma demonstração da falta de cuidado e atenção da emissora da Barra Funda com sua principal novela frente um desempenho aquém do desejado.
Com a mudança de horário, o Ibope de “Pecado Mortal” não deu sinal de melhoras: patina nos 6 pontos na Grande São Paulo – apesar da audiência de “Em Família” também estar abaixo do esperado no horário, para uma novela da Globo. Muito se tem reclamado da história de Manoel Carlos, que tem mantido seu público apático. O mesmo não se pode falar de “Pecado Mortal”, ainda embasada em boas reviravoltas, ação, romance e o ótimo texto do autor. Apesar de prejudicado, Lombardi tem se virado nos trinta para levar sua trama adiante. E não faltaram obstáculos nessa trajetória.
Por causa do déficit no casting da Record, atores e diretores têm sido remanejados. Como Marcos Pitombo, que perdeu seu personagem (Ramiro) para entrar na próxima novela, “Vitória”. O diretor geral Alexandre Avancini afastou-se – foi cuidar da nova produção da casa, “Os Dez Mandamentos”. A atriz Mel Lisboa pediu para sair, o que causou um desconforto entre ela e a produção. A saúde de Betty Lago, que vive uma das protagonistas (Stela), tem a mantido afastada da trama. E, por fim, por conta desses ajustes todos, Lombardi ainda sacrificou a excelente personagem de Jussara Freire, a vilã Donana – ela travava ótimos embates com Stela e a duas ainda formavam um triângulo amoroso maduro, com Michelle Vêneto (Luiz Guilherme).

Mexe aqui, ajusta ali e alguns focos foram perdendo força ao longo do tempo, como a trama de Laura (Carla Cabral), que tinha uma das principais histórias paralelas dentro da novela. Nesse sobe e desce, ganhou Denise Del Vecchio, cuja personagem, Das Dores, agora ajuda o protagonista Carlão (Fernando Pavão) contra os seus opositores. O romance entre Carlão e a mulher, Patrícia (Simone Spoladore), ganha novos contornos com o triângulo que se formou entre eles e Dorotéia (Paloma Duarte). Lombardi está carregando neste romance, fazendo o público ficar em dúvida se torce por Carlão com Patrícia ou com Dorotéia. É que Patrícia está caindo feito uma patinha na lábia do vilão Picasso (Victor Hugo), o antagonista-mor de Carlão.


Pecado Mortal” não deixa nada a dever a uma boa novela da Globo. Apesar de todos os percalços, tem produção e direção caprichadas, bom elenco e uma trama que mistura ação e romance no texto sempre afiado de Lombardi. Bom mesmo é assim, quando a TV pode garantir mais de uma opção, para todos os gostos. Ao alcance de um clique no controle remoto. Para trocar de canal ou para desligar a TV.

Fonte: Blog do Nilson Xavier




Nenhum comentário:

Postar um comentário