Quer ter tudo sobre o entretenimento televisivo em suas mãos? Esse blog é um dos melhores lugares

29 de dez de 2014

Claudia Leitte dá a entender que permanece no “The Voice Brasil” em 2015


São várias as especulações sobre a possível reforma no painel de técnicos do “The Voice Brasil”, mas a cantora Claudia Leitte deu a entender que vai, sim, retornar em 2015. A 4ª temporada está confirmada e o nome dela era um dos mais cotados para deixar o programa, porque a cantora estaria muito focada em passar um tempo fora do país, investindo na carreira internacional.
Em seu Instagram, a loira deixou a seguinte mensagens pros fãs: “Sinais claros de alegria! Que ano incrível! E o ‘The Voice Brasil’ é meu superprograma! Meu segundo lar! Lulu Santos, parabéns, meu cheiroso! Daniel, saudades! Carlinhos Brown, ainda bem que tem sarau dia 28/12! Família The Voice, missão cumprida, sonhos realizados. Ano que vem tem mais!”, escreveu a artista.
Com isso, a cantora praticamente confirmou (para a alegria dos fãs) seu retorno ao painel dos jurados em 2015, colocando um ponto final nessas polêmicas. No entanto, nenhum outro jurado confirmou a volta até o momento, apenas o  apresentador Tiago Leifert afirmou ser contra a mudança, pois todos já conhecem e amam os técnicos.

TV Foco


27 de dez de 2014

Rita Lee ou Maria Rita pode ser técnica do "The Voice Brasil" em 2015


Globo encerrou mais uma temporada do The Voice Brasil com sucesso, mas cercado de críticas a alguns jurados. No Twitter, Claudia Leitte é o principal alvo dos comentários negativos. A saída da cantora do programa vem sendo comentada há algum tempo, antes mesmo da estréia da mais recente temporada.
Segundo Flávio Ricco (UOL), Claudia e Carlinhos Brown seriam substituídos. Para o lugar dele, Thiaguinho seria a primeira opção. Para a cadeira da baiana, segundo a revista Conta Mais, o nome de Rita Lee (foto) estaria circulando como o mais provável e seria uma forma de atribuir mais prestígio ao programa. Resta saber se a Rainha do Rock aceitaria o convite. Outra possibilidade seria Maria Rita, que teria se saído muito bem como apresentadora do Sai do Chão.

O Planeta TV

Band aposta em séries na programação de verão


A partir de 1º de janeiro e durante as férias dos programas de linha da emissora, a Band exibe cinco séries americanas de grande sucesso. A musical “Glee” será exibida de segunda a sexta-feira, às 21h20. Com exibições às segundas-feiras, às 22h45, a aclamada “The Walking Dead” volta à tela da emissora em sua quarta temporada, com dois episódios por noite.
Salem” irá ao ar às terças às 23h30, enquanto “American Horror Story” ocupa a faixa das 23h50 às quartas. Já “Sleepy Hollow” será exibida sexta-feira, às 22h30, em episódios duplos. Conheça mais sobre as séries que serão atração na tela da Band.
Glee - segunda a sexta, 21h20
O coral da McKinley High School costumava estar no topo do mundo dos corais, mas uma série de escândalos o transformaram em um abrigo de estudantes desajeitados e rejeitados pelos "populares". Will Schuester (Matthew Morrison), um professor otimista, se ofereceu para tomar a liderança do coral e restaurar sua glória e para isso, conta com a ajuda da professora Emma Pillsbury (Jayma Mays). É uma tarefa difícil, pois o coro conta com Kurt (Chris Colfer), uma soprano nerd e dramática, Mercedes (Amber Riley), uma diva que se recusa a ser segunda voz, Artie (Kevin McHale), um guitarrista que passa mais tempo fugindo dos colegas do que pensando em garotas, e Tina (Jenna Ushkowitz), uma garota estranha que precisa aprender a controlar sua timidez. A única esperança de Will são Rachel Berry (Lea Michele), uma garota perfeccionista que está convencida que o coral é sua passagem para o sucesso, e Finn Hudson (Cory Montheit), o jogador de futebol americano popular que, além de ser lindo, tem uma voz de veludo. O único problema é que Finn deve proteger sua reputação e manter o namoro com Quinn (Dianna Agron), a garota mais popular da escola, e seu arrogante colega de time, Puck (Mark Salling). Motivado por um segredo em seu passado, Will está determinado a fazer o que for preciso para ajudar o coral, mesmo que todos pensem que ele está maluco. Ele vai provar que todos estão errados, desde sua esposa Terri até a capitã do time de líderes de torcida, Sue Sylvester (Jane Lynch).


The Walking Dead – segundas, 22h45
Uma das séries americanas de maior sucesso nos últimos anos, “The Walking Dead” volta à tela da Band em sua quarta temporada. A história, baseada na obra de Robert Kirkman e Tony Moore, é centrada na vida de Rick Grimes (Andrew Lincoln), um oficial de polícia da pequena cidade de Cynthiana, no estado do Kentucky, e na trajetória de sua família, que se une a outros sobreviventes para manterem-se vivos depois que o mundo foi infestado por zumbis. Na quarta temporada, o grupo de Rick na prisão cresce e eles conseguem sobreviver criando porcos e plantando seus próprios alimentos. Mas a calmaria é abalada quando uma gripe infecta alguns e eles começam a morrer. Além de tentar manter a doença sob controle, eles acabam descobrindo uma nova comunidade que parece segura.


Salem – terças, 23h30
Situada no século 17, em Massachusetts, EUA, “Salem” explora os julgamentos das famosas bruxas da cidade, na tentativa de descobrir a verdade obscura, sobrenatural e camuflada por trás de um período infame da história americana. Em Salem, as bruxas são reais, mas elas não são quem ou o que parecem ser. A série, que gira em torno de um romance épico, mostra o outro lado de Salem - e uma visão ainda mais ousada das bruxas. Mary Sibley (Janet Montgomery) preside a cidade de Salem como a feiticeira mais poderosa e é esposa de George Sibley, o chefe idoso, doente, e muito rico do Selectmen de Salem. Com muitos segredos a esconder, ela conta com a ajuda de seu cúmplice misterioso e sem idade, Tituba (Ashley Madekwe). Sua vida é virada de cabeça para baixo quando sua paixão antiga, John Alden (Shane West), retorna após anos na guerra para a comunidade na histeria da caça às bruxas. Sangue frio e endurecido pela guerra, ele atua como a voz da razão em um vilarejo atormentado por medos e fenômenos inexplicáveis. Com toda a anti-bruxas, Mary e Alden são empurrados para um mundo onde o horror, a histeria e o sobrenatural reinam.


Um História de Horror Americana – quartas, 23h50
A segunda temporada da série, intitulada como “American Horror Story: Asylum”, tem como tema a sanidade. A história se passa em 1964 e acompanha os pacientes, médicos e freiras que ocupam a Instituição Mental Briarcliff, fundada para tratar e abrigar os criminosos insanos. Os administradores que dirigem a instituição incluem a severa Irmã Jude (Jessica Lange), a segundo em comando Irmã Mary Eunice (Lily Rabe) e o fundador do lugar, Dom Timothy Howard (Joseph Fiennes). Os médicos encarregados de tratar os pacientes no manicômio incluem o psiquiatra Dr. Oliver Thredson (Zachary Quinto) e o sádico cientista Dr. Arthur Arden (James Cromwell). Os pacientes, muitos dos quais afirmam ser injustamente institucionalizados, incluem a jornalista lésbica Lana Winters (Sarah Paulson), o acusado de assassino em série Kit Walker (Evan Peters), e a suposta assassina Grace (Lizzie Brocheré). Há também elementos espirituais e científicos que manipulam os habitantes do Briarcliff, incluindo possessão demoníaca e extraterrestre.


A Lenda de Sleepy Hollow - sextas, 22h30
Ichabod Crane (Tom Mison) é ressuscitado e viaja dois séculos e meio através do tempo para desvendar um mistério. Revivido também ao lado de Ichabod, está o famoso Cavaleiro Sem Cabeça, que sai em fúria assassina na cidade de Sleepy Hollow do século XXI. Ichabod rapidamente percebe que impedi-lo é apenas o começo, já que o ressuscitado é somente o primeiro dos quatro Cavaleiros do Apocalipse e um dos muitos inimigos que Ichabod deve enfrentar para proteger não só a cidade, mas o mundo. Junto com a tenente Abbie Mills (Nicole Beharie), uma jovem policial que tem suas próprias experiências sobrenaturais, os dois embarcam em uma missão para deter o mal que despertou junto com Ichabod e que agora está se infiltrando na cidade. Com casos desconhecidos da história americana e envolta em mitologia, a série mistura presente e passado.
As séries que vão agitar a programação de verão da Band entram no ar a partir da próxima quinta-feira, 1º de janeiro, às 21h20, com a musical “Glee”. 


O Planeta TV
Adaptação de imagens: Meu Mundo TV










26 de dez de 2014

Globo pode transformar Bruna Marquezine em apresentadora


Uma das atrizes mais badaladas de 2014, Bruna Marquezine está em alta na Globo e, além de já ter garantido o papel de mocinha na próxima novela das 19h, pode ganhar ainda mais espaço na emissora.
Segundo o colunista Flávio Ricco, a participação da jovem no “Amor & Sexo” foi acompanhada de perto pela alta cúpula do canal e sua espontaneidade agradou a executivos que podem, num futuro próximo, alçá-la ao posto de apresentadora.
A intenção é aproveitar-se do buzz gerado pela atriz e utilizar-se de seu potencial em outras áreas além da teledramaturgia. Por ora, no entanto, tal hipótese é apenas um desejo e a Globo ainda não possui nenhum projeto especialmente voltado para Bruna.
Marquezine voltará às telinhas como a Mari de “Lady Marizete”, substituta de “Alto Astral”.

RD1

Globo pode manter quarteto de técnicos do “The Voice” em 2015


A terceira edição do “The Voice Brasil” chegou ao fim na noite de ontem (25) e se consolidou como a maior audiência de toda a linha de shows da Globo.
De acordo com o colunista Flávio Ricco, o êxito do reality e a boa aceitação do público têm feito com que a emissora estude a hipótese de manter o quarteto de técnicos intacto, e não mais promover mudanças, como a princípio se cogitou.
Nos países nos quais é produzido, o “The Voice” costuma ganhar novos jurados em sua quarta temporada, mas a Globo pode quebrar a tradição devido à identificação dos telespectadores com Lulu Santos, Carlinhos Brown, Claudia Leitte e Daniel.
Ainda assim, mudanças não estão descartadas, mas só devem ser anunciadas no ano que vem. Thiaguinho é um dos principais candidatos ao posto de técnico do reality e outros nomes também poderão ser sondados para a função.

RD1

22 de dez de 2014

‘BBB 15′ estreará com atraso e sem Boninho; participantes só serão avisados no ano que vem


Normalmente escalado para a primeira ou segunda semanas de janeiro, o "Big Brother Brasil" estreará com atraso no ano que vem. A décima quinta edição do reality show entrará no ar apenas no dia 20, uma terça-feira mais perto do final do mês.
Com isso, o processo de seleção será atrasado. Atualmente na fase da "cadeira elétrica", como é chamado o processo de entrevistas e testes de vídeo, a escolha definitiva dos candidatos só será finalizada no começo de 2015. Os concorrentes serão avisados apenas entre o sábado, dia 8, e segunda, dia 10, quando os primeiros serão encaminhados para o confinamento num hotel do Rio de Janeiro.
Este será o primeiro ano em que Boninho não ficará à frente da atração como diretor geral. Seu papel será supervisionar à distância. Em seu lugar estará Rodrigo Dourado. Pedro Bial segue na apresentação.

Fonte : Mundo da TV por Fernando Oliveira
Adaptação de imagem : Meu Mundo TV

Segunda temporada do ‘Masterchef’ estreia em maio do ano que vem


Maior acerto da Band este ano, o "Masterchef", que coroou Elisa vencedora na última terça (16), está mais garantido que na grade de programação do ano que vem. A segunda temporada do reality show tem, inclusive, previsão de estreia. A disputa entrará no ar em maio do ano que vem. As gravações serão iniciadas no começo de abril e as inscrições já estão abertas.
Ana Paula Padrão seguirá na apresentação e os jurados Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça iniciaram conversas para renovação de seus contratos. A Band pretende ainda fazer versão com crianças, no segundo semestre.

Fonte: Blog Mundo da TV por Fernando Oliveira

20 de dez de 2014

Trailer de "Supernatural" destaca retornos de Charlie e Metatron para 2015!


Supernatural entrou em pausa na televisão norte-americana, retornando apenas no dia 20 de janeiro com “The Hunter Games” (a CW mudou a ordem dos episódios da série, deixando “There’s No Place Like Home” para a semana seguinte, no dia 27).
Com todo esse tempo de espera, nada melhor do que conferir um trailer recheado de cenas inéditas que mostram o que virá por aí em 2015. Vale destacar que o vídeo abaixo traz o retorno de dois grandes personagens: Charlie e Metatron, além de pontuar o fato de que Dean está praticamente uma máquina assassina devido à influência da Marca de Caim.
Confira as cenas e tire suas próprias conclusões:

Marque na agenda: Supernatural volta no dia 20 de janeiro, nos EUA.


Fonte : Minha Série



12 de dez de 2014

"Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1" ultrapassa a marca de 4 milhões de espectadores


Em cartaz há quatro semanas, Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 ultrapassou a marca de 4 milhões de ingressos vendidos no Brasil. Capitaneado pelo carisma e popularidade da atriz Jennifer Lawrence, o longa-metragem baseado nos livros de Suzanne Collins já arrecadou mais de R$ 47 milhões nas bilheterias do país. No mundo inteiro, a receita do mais recente lançamento da franquia The Hunger Games já ultrapassa a marca de US$ 564 milhões.
O que mais impressiona é que, mesmo tendo estreado já no final do ano, A Esperança - Parte 1 está perto de entrar para o ranking dos 10 filmes com o maior número de espectadores no Brasil em 2014. Para isso, o longa terá de ultrapassar Planeta dos Macacos: O Confronto, que conta com 4,077 milhões de espectadores no Brasil e ocupa atualmente a 10ª colocação na lista.
Até agora, o filme mais assistido no Brasil em 2014 é o drama romântico A Culpa é das Estrelas (6,2 milhões de espectadores), seguido por Malévola (5,8 milhões de espectadores) e Rio 2 (5,2 milhões de espectadores).
Em Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1, Katniss (Lawrence) se torna um relutante símbolo na luta contra o governo opressor da Capital, representado pelo Presidente Snow (Donald Sutherland). Ela é acolhida pelos rebeldes do Distrito 13, resistência liderada pela Presidente Alma Coin (Julianne Moore) e quer fazer de tudo para recuperar o contato com Peeta (Josh Hutcherson), que não vê desde os eventos mostrados em Jogos Vorazes - Em Chamas.

Fonte: AdoroCinema
Adaptação de imagens : Meu Mundo TV

3 de dez de 2014

Bilheteria no Brasil: "Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1" passa dos 3 milhões de espectadores


Em apenas duas semanas em cartaz, Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 já levou mais de três milhões de espectadores às salas de cinema de todo o Brasil. O longa soma R$ 37 milhões em renda no país.

Keanu Reeves está de volta com John Wick, e o longa de ação estreou em terceiro lugar no ranking, com 117 mil espectadores e arrecadação de R$ 1,6 milhão, uma quantia razoável para a produção.
Debi & Lóide 2, em sua terceira semana em cartaz, tem público acumulado de 2,1 milhões e renda acima de R$ 25 milhões. Interestelar, há quatro semanas em exibição, passa de 1 milhão de espectadores e R$ 14,7 milhões em arrecadação.

Confira o ranking das bilheterias brasileiras neste último final de semana:

  1. Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 (2ª semana)
    Renda: R$ 9,1 milhões
    Renda acumulada: R$ 37,1 milhões
  2. Debi & Lóide 2 (3ª semana)
    Renda: R$ 4 milhões
    Renda acumulada: R$ 25,2 milhões
  3. De Volta ao Jogo (estreia)
    Renda: R$ 1,6 milhão
  4. Interestelar (4ª semana)
    Renda: R$ 1,1 milhão
    Renda acumulada: R$ 14,7 milhões
  5. Boa Sorte (estreia)
    Renda: R$ 977 mil
  6. Drácula – A História Nunca Contada (6ª semana)
    Renda: R$ 511 mil
    Renda acumulada: R$ 31,1 milhões
  7. Irmã Dulce (4ª semana)
    Renda: R$ 480 mil
    Renda acumulada: R$ 1,4 milhão
  8. O Casamento de Gorete (estreia)
    Renda: R$ 351 mil
  9. Relatos Selvagens (6ª semana)
    Renda: R$ 314 mil
    Renda acumulada: R$ 3,1 milhões
  10. Sétimo (estreia)
    Renda: R$ 258 mil

Fonte: Minha Série


2 de dez de 2014

“A Esperança: Parte 1″ atinge total de US$480 milhões


Em sua segunda semana em cartaz, Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1 atingiu um total de US$480 milhões em bilheteria mundial. Somente na América do Norte, onde na quinta-feira ocorreu o feriado de Ação de Graças, foram US$59 milhões, somando US$220 milhões domesticamente.
No exterior, o terceiro filme da franquia conseguiu US$67 milhões em 86 países. Apenas os cinemas da China e Japão ainda não receberam o filme, o que certamente dará um impulso na bilheteria internacional, atualmente com US$254 milhões.
Comparada com Jogos Vorazes: Em Chamas, permanece igual a queda de pouco mais de 50% na arrecadação durante o feriado. No entanto, o desempenho mais fraco deste último filme deve-se ao primeiro final de semana de estreia.
As estimativas apontam que, na América do Norte, a bilheteria de A Esperança – Parte 1 termine em US$324 milhões. Assim, o penúltimo capítulo seria a segunda maior estreia deste ano, perdendo para Guardiães da Galáxia (US$331 milhões).
Em Chamas finalizou com US$424 milhões (10ª maior bilheteria) e Jogos Vorazes, US$408 milhões (15ª no mesmo ranqueamento). No total, o segundo filme é a 37ª com US$864 milhões e o primeiro possui US$691 milhões, na 72ª posição.


Fonte: Distrito 13